Audiência Pública busca ações estratégicas para erradicar o trabalho infantil no Município

Como forma de contribuir e alinhar as ideias com a sociedade civil e servidores do município, a Secretaria de Desenvolvimento Social em parceria com a Comissão Municipal de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (COMPETI), realizou, nesta quarta-feira (12), a audiência pública de Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (AEPETI). O evento foi realizado no Mercado Alexandre Alves Peixoto (Mercado do Caijá).

O objetivo do encontro foi buscar ações a serem desenvolvidas no município, como política principal no intuito de erradicar o trabalho infantil. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), censo de 2010, 729 crianças e adolescentes com idade entre 10 e 15 anos exerciam trabalho infantil em Maragojipe. Segundo pesquisa do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), em 2016 esse número baixou para 172. Conforme dados do CADÚNICO, em relatório de junho deste ano, há marcação de 80 famílias em situação de trabalho infantil no município.

De acordo com Patrícia Santos, coordenadora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e presidente da COMPETI, o município tem atuado para a atualização constante e erradicação desse quantitativo. “Estamos realizando ciclos de palestras nas escolas sobre o trabalho infantil com aplicação de formulários de pesquisa para atualizar e manter esse controle”, declara Patrícia.

O procurador Regional do Trabalho Infantil, Marcelo Castagna Travassos de Oliveira, falou sobre a importância da participação da população na realização de denúncias. “O mundo se preocupa com a erradicação do trabalho infantil e alguns países já conseguiram isso, aqui no Brasil, e mais especificamente, em Maragojipe, se cada um fizer a sua parte, certamente também iremos conseguir”, disse o procurador.

Participaram da audiência a secretária de Desenvolvimento Social, Rozameire Santana, o secretário de Governo, Jiomar Fernando Mendes, a secretária de Educação, Marli Medina, a assistente social Antônia Mascarenhas, o vereador Luís Fernando Ribeiro (Luisinho), entre outros.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários estão fechados.